Sunday, 11 December 2016

3 dias em Budapeste - 3 days in Budapest

Dia 1
No aeroporto de Budapest compramos o travelcard de 72 horas e dai apanhamos o bus 200E e o tram 4 para o nosso hotel. Com fome seguimos para a praça Vorosmarty onde comemos no nosso primeiro Mercado de natal uma dose gigante de pork stew e Hungarian sausage e para sobremesa um delicioso Kurtoskalacs. Dali caminhamos por Belgrad Rakpart e fizemos a Vaci utac a pé com paragem para café no Cafe Frei.







Dia 2
A free walking tour começou as 10h30 na Vörösmarty square (at the lion fountain) e durou umas 3 horas. A tour começa por Pest e acaba em Buda e passa pelos principais pontos de interesse desde a Danube Promenade, pela St.Stephen’s Basilica, Chain Bridge e Castle District entre muito mais.
O almoço foi num sitio sugerido pelo nosso guia uma espécie de cantina onde comemos muito bem e barato. Esta "cantina", junto a Matthias Church e Fisherman's Bastion é uma das muitas heranças da era Soviética neste e outros países desta parte da Europa. Estas cantinas serviam refeições grátis durante o comunismo soviético e na decoração (ou falta de) nota-se a herança austera do passado. O mesmo certamente não se poderá dizer das doses que duvido fossem assim generosas nos anos 50 a 80. Esta cantina em particular não e fácil de encontrar a primeira vista e mesmo sabendo a localização é fácil de entrar no sitio errado já que há um restaurante no rés do chão da mesma entrada e a porta da cantina que fica no 1º andar é a segunda na mesma entrada e pode estar fechada, mas é só empurrar...
Depois de almoço descemos de Castle District pelo Funicular e dai voltamos a atravessar a Chain Bridge a pé até ao Parlament passando pelo memorial Shoes on the Danube Promenade.
Já com o sol posto passamos pela Liberty Square, paramos para descansar e beber cocktails (Prosit Bar) e acabamos onde começamos, na praça Vörösmarty a jantar Goulash in a bread bowl.
 







 










Dia 3
O pequeno almoço foi com vista para The Great Synagogue. Fizemos a Andrássy út de autocarro até a Heroes Square, andamos nos jardins do Vajdahunyad Castle e para aquecer os ossos e o espirito compramos entradas para o Széchenyi Thermal Bath. Aqui ficamos umas duas ou três horas, experimentamos as piscinas interiores, a favorita é a piscina exterior de água muuuito quente e almoçamos lá também. Alem destes há inúmeros outros banhos termais espalhados pela cidade caso outras localizações sejam mais convenientes, detalhes no site oficial dos spas de Budapest. No entanto os Széchenyi e os do Gellért Hotel são os mais famosos e com razão. Por volta das 15h00 saímos e fomos até Gellért Hill onde subimos até a Liberty Statue para admirar as fantásticas vistas da cidade. O meu (CR) bolo de aniversário foi no café Gellért Expresso. O jantar foi na praça do costume onde compramos souvenirs no mercado de natal.
No dia seguinte de manhã saímos de Budapest de comboio em direção a Vienna.
 










 
Budapest tem de tudo, boa comida, doces, história , monumentos e edifícios magníficos, o Danúbio, mercados de natal, preços acessíveis e spas à dúzia. Sem dúvida uma cidade a visitar e repetir, mesmo no Inverno. Convém considerar no entanto que aqui faz frio, mais frio que Inglaterra e decididamente mais frio que Portugal por isso convém ir bem preparados mas uma visita a não perder.
 
 


No comments:

Post a Comment