Sunday, 30 October 2016

conversa de emigrantes

A C. que trabalha na minha empresa baseada em Lisboa mudou-se para os Estados Unidos em Agosto e na sexta-feira ligou-me:
- Hello, this is CR speaking.
- Olaaaaa, aii que bom em falar em portuguessss!! Como estás? :)
As primeiras impressões dela comparando com Portugal são que as árvores lá são gigantes e não consegue comprar peixinho bom e inteiro no supermercado, só aos quadrados.
Ela diz que eu já sou emigrante profissional por isso perguntou-me sobre o natal e as férias:
- Não sei se vá a casa no Natal, tu como fazes?
- Nós no primeiro Natal não fomos a casa, ficamos só os dois e sinceramente gostei muito, como ainda só te mudaste há pouco tempo se calhar experimenta ficarem só os 4 para ser diferente, ver as luzes em Nova York com neve dever ser fantástico :) agora estamos a tentar ir ano sim, ano não porque nesta altura do ano os preços dos voos são bastante caros.
- Já estou a imaginar que nas férias vou ter de correr as capelinhas todas...
- Nós quando queremos férias para relaxar mesmo não vamos a Portugal... quando vamos já sabemos que o tempo tem de ser divido entre todas as casas que temos de ir almoçar/jantar senão alguém fica chateado.
Numa nota de brincadeira diz ela:
- Oh pá, não posso sair a rua e dizer a outras pessoas "os meus filhos são terroristas!" LOL
- Aahh, pois aqui é igual, ainda ias presa :)
Em Portugal dizer a alguém que temos uns terroristas em casa significa que temos uns filhos pestes que dão cabo de tudo, mas em países como os que estamos a  viver pode significar algo completamente diferente... :(
Vamos imaginar a situação, eu a falar com o meu colega do Paquistão que tem um menino de dois anos:
- Hi, how is your boy, is he a proper terrorist or what!? :)
 


No comments:

Post a Comment