Wednesday, 28 August 2013

fim semana prolongado

Sábado de chova e dia das habituais compras no mercado.

Domingo - Bath (Somerset)
Apesar dos atrasos de domingo normais no comboio lá chegamos ao nosso destino. Fizemos o tradicional hop on hop off, almoço e caminhada pelas ruas da cidade... que só dá vontade de abraçar :) morar lá seria giro de certeza. Ou não, com tanta loja fofinha seria o descalabro ao final do mês :) mas pôr outro lado teríamos os benefícios das águas termais, dilema :)











Segunda - Notting Hill Carnival - primeira e última vez. Não gostei de nada, caos total. Ruas muito sujas, pessoas a vender erva na multidão e do desfile pouco vi e do que vi nada tem a haver com o carnaval a que estou habituada, enfim, tem de haver gente para tudo.

Sunday, 18 August 2013

Guia do que não fazer

NP aqui...(sim gosto de reticencias e nao muito de acentos)
Bem, ainda nao me tinha refeito desta vergonhosa "entrevista"? da D. Judite Sousa...perdao De Sousa a criticar um jovem milionario Brasileiro que vem gastar o dinheiro DELE a Portugal...
Newsflash D. Judite...há milionarios la fora, pelo mundo, e muitos em Portugal, com o meu dinheiro especialmente, mas tambem lhe perguntava, ao Lorenzo, porquê Portugal, mas enfim... Depois disto se calhar nao vai la gastar muito mais
atençao aqui, so para clarificar, amo Portugal e acredito que ha muito por onde ir lá gastar dinheiro, mas muito pouca vontade de promover o destino mais Ocidental da Europa para lá irem gastar dinheiro e eu faco bem a minha parte a promove-lo como um paraiso para ferias mas a minha mensagem chega so a um numero limitado de pessoas. Voltando ao facto de ser o dinheiro DELE (Lorenzo) e nao o dos meus impostos, que continua a engordar a corja de abutres que deambulam pelos institutos que de publicos e do publico so tem aparencia e de politicos so tem o nome pois apenas cuidam dos seus interesses e nao dos "pares, iguais?" que os elegeram...ou pelo menos tiveram a ilusao de os eleger, a ilusao da escolha, como ia dizendo, o facto de ser o dinheiro DELE quer dizer isso mesmo, dele, privado e porque raio tem um miudo brasileiro de 22 anos a "responsabilidade social" seja do que for em Portugal? Tanta gente com tanto dinheiro em Portugal, politicos a dobrar as regras e a refaze-las para proveito proprio, reformas milionarias e vitalicias quando ainda em funcoes publicas altamente remuneradas para depois sair para empresas privadas com cargos de gestao assegurados e bem pagos tambem mas sem perder "direito" as reformas milionarias ja mencionadas e sempre a mandar dinheiro pras offshores pra nem a merda dos impostos que impoem aos outros pagar e o miudo que vai a Portugal estourar o dinheiro dele é que tem responsabilidades sociais para com o Pais?
Mas pronto, nem era disso que ia falar. mas como dá para perceber continuo e sempre continuarei muito ligado ao meus Pais e fico f*, lixado com algumas coisas...

DO QUE EU VINHA FALAR era do Linha da frente...será um programa, reportagem, adenda as noticias, etc, nao sei so vi este agora no Youtube, mas seja o que for este era apenas interessante pelos apontamentos dramaticos...."jovem casal larga Pais, familia e amigos e atira-se no desconhecido, num Pais estranho, e o pai natal, as cebolas e os tomates, etc, etc"...
para mim e para os efeitos do que originou este blog acho tem grande valor educacional, na pespectiva de ser o guia ideal dO QUE NAO FAZER para mudar de Pais.
o video em questao aqui...a minha dissertacao continua depois
quero clarificar que nao é uma critica ao casal em questao, pois realmente saltaram como e quando acharam que teriam que o fazer, cada um com as suas dores, mas a experiencia deles como a minha ajudara outros a tomar as decisoes deles, so acho que a experiencia poderia ter sido bem diferente com um bocado mais de preparacao e de cabeca fria. e passo a explicar:

EU NEM DE FIM DE SEMANA VOU SEM TER UM SITIO PARA ONDE DORMIR!
Sou so eu quem pensa assim? Como pode parecer boa ideia sair do Pais, malas as costas e nao ter onde ficar a primeira semana?
Com algum dinheiro que tinham guardado fazem uma viagem com uma noite de hotel marcada junto ao aeroporto e alguns emails trocados pra ver quartos?
primeira resposta a uma das perguntas mais comuns:
  • SIM, tem que ter um sitio onde ficar primeiro. Isso deve ser prioridade!
Claro que nao sabem onde vao trabalhar e onde vai ser mais conveniente para morar, MAIS UMA RAZAO PARA NAO ENTRAR NUM CONTRATO DE 6 MESES OU 1 ANO!!!
entre outras, como nao se limitarem a si proprios sobre a distancia onde procurar trabalho, tem que ver o quarto/flat, o que for e se o quarto é num galinheiro? Se nao gostam do senhorio, se ele nao gosta de voces, se os roomates sao bestas, se a casa é o centro de distribuicao de droga da cidade???

- um hotel, hostel, o mais barato que encontrarem por uma semana, ou duas ate, é o ideal. Alem do mais se nao for minimamente aceitavel têm como, onde e com quem reclamar!!
Eu acabei a 70km do primeiro sitio para onde vim morar as primeiras semanas.
Se tivesse um contrato de 6 meses ou 1 ano para um quarto tinha que
  1. ou recusar o trabalho (ou a entrevista em primeiro lugar) 
  2. ou viajar 2 horas todos os dias para la e 2 horas para ca 
  3. ou pagar o contrato ao senhorio sem la ficar e pagar nova renda, deposito, etc noutra casa


Claramente tinham acesso a internet se tinham os emails com marcacoes para ver quartos.
Se tinham acesso a net tinham acesso as centenas de blog com informacao abundante sobre o assunto, paginas de facebook, etc, que so nao lê quem nao quer e quem vai pra la apresentar-se e dizer "voces sao portugueses como eu, arranjem-me emprego ai em Londres e sao uns porcos egoistas se nao me ajudarem", apesar dos milhoes de horas e terabytes de espaco online com informacao em Portugues a explicar tudo de A a Z.
Mais informacao ha ainda em Ingles, que nos leva a segunda questao mais comum
  • SIM, ajuda falar Ingles em Inglaterra, por isso consultem a informacao, em especial publica disponibilizada pelo governo.
EU LI quase tudo que havia na net.
Muitas HORAS, DIAS, passei a ler isso tudo, a estudar o Pais, os transportes, os custos, os ganhos, as pessoas, a cultura, a fazer contas, visitei o Pais algumas vezes e adiei a decisao algumas vezes mas por fim a dei o salto, por isso nao admito que me digam que nao quero ajudar. Ajudo com o que posso dar, informacao, mas nao vou sustentar nem meter ninguem em minha casa (que nao conheca, a minha casa esta sempre aberta pros amigos) mas nao admito que gozem com o meu investimento, em especial de tempo quando claramente nao ha nenhum esforco em ler nada do que ja foi escrito mas apenas procuram respostas rapidas e solucoes imediatas!

  • CV. O objectivo é arranjar emprego. E trazer uns CV's impressos? ou é garantido que terao net onde vao ficar? e impressora? ja nao ha assim tantas internet shops...
como se ve no video ha muitas lojas com sinais na porta a pedir staff. Entrar e mostrar interesse e apresentar-se é muito boa idea, ate porque em lojas pequenas pode ser o dono a atender, mas nao era melhor ter deixado logo um CV? alem de interesse mostra preparacao e previne aquele momento awkward de possivelmente a dona da loja dizer: ok deixe-me o seu curriculo entao e ter k pedir o email porque nao estava preparada.

Outra coisa que isso já é um bocado escolha de cada um mas a meu ver aumenta ao risco é terem vindo os 2 juntos.  Pessoalmente optamos por eu vir primeiro e a CR depois, ate porque seria sempre um risco e assim se corresse mal seria menos prejuizo e correndo bem brevemente estariamos juntos como estamos.

A chave é Preparacao ajuda. Nao ha uma "chave", uma resposta rapida, cada caso é diferente ate porque todos tem expectativas e realidades diferentes e mesmo com tudo muito bem preparado é sempre um risco e é assim que deve ser tratado.
Vir para o Reino Unido ou para outro Pais nao é solucao por si.
O que sao capazes de fazer pode ser no entanto...

peace out e parabens a quem chegou ate aqui e leu isto tudo!

Saturday, 3 August 2013

tempo

E já estamos em Agosto... Julho foi de muito calor e sinceramente quem me viu em Março a dizer "estou farta de frio" não sonhava agora ouvir-me dizer "o que é que queres sol?!" Parece que isto agora é de extremos, e a verdade é que este país não está preparado para este calor. Na outra noite parecia que estava de férias na India, a chover torrencialmente durante a noite e de manhã não se passava nada, apenas um calor infernal. O facto de morarmos num último andar com a casa virada para o sol toda a tarde também não ajuda, só mesmo no Inverno.

Cá por casa tem sido assim:

Humanos - chegar a casa, ligar a ventoinha e tirar a roupa. Dormir de roupa interior, por cima dos lençóis e com a janela aberta.

Gatas - instalar nas janelas de casa the solar control windows film (para quem não sabe, por aqui não existem persianas para baixar e fazer sombrinha); comprar tomada elétrica com temporizador para que durante o dia a ventoinha ligue e desligue sozinha; três pias com água; janelas abertas dia sim dia sim; a Stopezinha sempre que pode enfia-se dentro do frigorifico e a Bebe passa o dia dentro do lavatório da casa de banho.

 



 
Em Julho as meninas também fizeram anos, 6 ou 51 :) como sempre houve bolinho.
 



 
A Stop teve de ir ao veterinário, e como as fotos mostram não é que ela tenha mostrado ao mundo a querida que é em casa.
 





Para acabar o mês fomos jantar a mais um restaurante português em Reading - O Beirão. Desta vez deu para matar saudades do nosso querido caldo verde :)